Tabagismo

O ganho de peso é um dos problemas enfrentados pelos ex-fumantes. A diminuição da taxa metabólica, o aumento do apetite e a melhoria do paladar, explicam essa propensão ao ganho de peso.

Uma das conseqüências que podem ocorrer com quem para de fumar é o ganho de peso. Por isso, vários fumantes não deixam de fumar com receio de ganhar muito peso e, alguns dos que conseguem, podem retornar ao hábito assustados com o aumento da ingestão alimentar e do ganho de peso.

O ganho de peso que possa acontecer, ocorre porque a nicotina causa uma reação química que aumenta o consumo de energia, cerca de 200 calorias por dia. Também afeta a atividade da serotonina e dopamina, substâncias que atuam no controle da fome, reduzindo o apetite e inibindo o paladar.

O ganho de peso também se dá devido à substituição de cigarros por alimentos. A pessoa que fuma requer aproximadamente 10% mais calorias para manter seu peso do que os que não estão fumando.

A maioria das pessoas que param de fumar engorda muito menos do que se imagina, em média entre 2 e 5kg e este ganho de peso tende a regredir e se normalizar após 6 meses sem fumar.

Para evitar o aumento de peso, recomenda-se uma dieta balanceada com muitas frutas e vegetais, que possuem poucas calorias e muita fibra. Também é aconselhável alimentar-se freqüentemente em pequenas quantidades ao longo do dia. Além disso, é necessária a prática de exercícios físicos constantes, que ajuda a reduzir a ansiedade e evita que o peso aumente muito.

Não há vantagem na diminuição do peso através do ato de fumar pois o emagrecimento perseguido pelas pessoas através do cigarro não lhes garante vida mais longa, nem uma melhor qualidade de vida.


Endocrinologista - Dra. Paula Rosado
Barra da Tijuca & Centro - Rio de Janeiro - RJ
Confira abaixo nossos endereços e telefones